Um Lugar para a Dança

Desde 1996, a EIRA tem vindo a apoiar diversos coreógrafos e outros artistas, portugueses e estrangeiros, ao nível da cedência gratuita de espaço de ensaio para a realização dos seus projectos bem como organização de residências de criação e investigação artística.

O Teatro da Voz além de ser o novo espaço de trabalho diário da equipa da EIRA e seus artistas associados, é também através da EIRA, um espaço aberto a todos os coreógrafos, bailarinos e companhias de dança independentes, de Portugal e do estrangeiro, que procurem um espaço de ensaio em Lisboa para desenvolver as suas criações e/ou os seus projectos.

Conforme a disponibilidade horária do estúdio, a EIRA providencia gratuitamente a diversos artistas, o acesso a um espaço de ensaio equipado com material luminotécnico, sonoro e video, que pode ser utilizado com uma disposição convencional de Black Box, revestido a cortinas pretas e com plateia amovível para a realização de ensaios bem como para apresentação e realização de diversas outras actividades e eventos (ensaios abertos, apresentações informais, etc).

ENVIO DE PROPOSTAS:

Para envio de propostas ao nível de cedência de espaço de ensaio no Teatro da Voz queiram por favor entrar em contacto com a equipa de produção através de eira@eira.pt que vos informará atempadamente da disponibilidade de horários e condições de utilização do estúdio.

 

:::

 

RESIDÊNCIAS

 

PROJECTO RABBIT HOLE
8 de Janeiro > 2 de Fevereiro

Inspirada nas noites queer-trash das grandes urbes, nasce em Lisboa uma estrutura que dá espaço aos queers e às prostitutas, amantes da arte, do core, da artcore e do hardcore, cyborgues, genderfuckers e rave-feministas. De um antro de fusão de lasers e purpurina, a Rabbit Hole surge para celebrar esta Existência, de forma plena e bem recheada pelas forças criativas que nos permitem continuar a afirmar. Sim. A tudo.
Inicialmente nascida da vontade de criar uma festa que explorasse as vísceras, sem dresses nem codes, a Rabbit Hole acabaria por se transformar numa plataforma artística, e com todos os que nos acompanham, insaciados, empunhando serras elétricas, glitter guns e pinças, sob a aura de visões cinematográficas, fotográficas, literárias e corporais, recebemos a noite, regozijando-nos na euforia da maior sagração do queer-trash lisboeta.
Seguindo a Força, a Rabbit Hole é agora uma estrutura de programação vasta e variada, reiterando a necessidade de traduzir estas vontades em muitas e cada vez mais formas de expressão. Desde ciclos de cinema a debates, performances, concertos e instalações/exposições, a Rabbit Hole propõe-se a dar voz a artistas emergentes, divergentes, mergulhadores, escavadores, descobridores, entre muitas outras ores. Queremos criar um espaço seguro e inclusivo para a mostra e exploração de territórios sempre novos, estranhos, tortuosos, indefinidos, num limiar do que é? Ou não é? Será?

Direcção Pedro Marum
Programação Miguel Ribeiro
Produção Mariana Vieira, João Estevens
Colectivo Francisco Belard, Inha Cordovil, Joana Sousa, João Estevens, João Leitão, João Robalo, Jules Barbier, Mafalda Jacinto, Mariana Marques, Mariana Vieira, Miguel Ribeiro, Pedro Marum, Sara Coimbra Loureiro, Sara Leite, Tiago Mansilha, Vera Belchior

 

____________________________________________________________

 

GEMINIS
António Torres e Sérgio Diogo Matias
18 a 30 de Janeiro

“You blows who you is.” Louis Armstrong

António Torres e Sérgio Diogo Matias fazem parte de uma geração de artistas que permeiam espaços entre a criação, o trabalho como intérpretes, a produção, e a colaboração. Os percursos cruzam-se e decidem colaborar, convidando algumas pessoas para participar. Propõem-se pesquisar, a partir deste encontro, o que significa semelhança, chegando a GEMINIS: aparentemente confundíveis, com universos próprios distintos, e em constante negociação.

Criação, Interpretação e Figurinos António Torres e Sérgio Diogo Matias
Execução e Costura Maria António Matias e Mena
Desenho de Luz e Operação Carolina Caramelo
Música Mestre André
Textos e Documentação Telma João Santos
Fotografia Miguel Bartolomeu
Residências 23 Milhas, Companhia Olga Roriz, Estúdios Victor Córdon, EIRA e Musibéria
Apoios Fundação GDA e Temps d´Images

Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com a nossa política de privacidade.
aceito