PANGEIA — a partir dos Irmãos Grimm

Tiago Cadete

16 Oct
Festival Manobras, Artemrede
Abrantes, Portugal
10/16/2018 PANGEIA — a partir dos Irmãos Grimm Festival Manobras, Artemrede, Abrantes, Portugal

13 Oct
Museu do Dinheiro
Lisboa, Portugal

24 Nov
Museu da Marioneta
Lisboa, Portugal

25 Nov
Museu da Marioneta
Lisboa, Portugal
© Catarina Espiga

PANGEIA é uma viagem sonora e visual pelo universo dos irmãos Grimm em que o palco se transforma num museu imaginário de objectos curiosos, através de sons escutados em headphones. Os objectos remetem para o imaginário dos contos fantásticos, como a floresta cheia de armadilhas, a magia negra da bola de cristal ou os feitiços da bruxa má. Nesta viagem, acompanhada por dois investigadores, vamos descobrir o ponto de vista dos objectos que ilustram os contos. Para isso teremos de seguir as pistas, como fizeram Hansel e Gretel com as migalhas que deixaram no caminho, para poderem depois voltarem a casa.

PANGEIA é um espectáculo para o público juvenil que reúne em palco várias linguagens como o teatro, a dança e as artes visuais, recuperando assim a ideia dos Gabinetes de Curiosidades criados no século XVI que reuniam objectos raros e artefactos da biologia, tornando­se nos percursores dos museus de arte. A colecção aqui apresentada tem contornos ficcionais: 4 mesas e 200 objectos que representam cada conto.

Para este projecto foram lidos os 200 contos dos irmãos Grimm e, posteriormente, foi criada uma base de dados que reúne características comuns aos vários contos, tais como personagens locais, objectos representativos dos contos, número de páginas, finais felizes, etc. Com esta base de dados catalográfica, foi criado um discurso paralelo às histórias que de outra forma seria impossível. É com esta análise metodológica que o espectáculo Pangeia se constrói.

Bernardo e Leonor são os intérpretes que assumem a figura do investigador, arqueólogo e cientista, que apresenta a sua pesquisa aos espectadores. Com estes dados reais é criada uma ficção que serve de enquadramento para este museu imaginário dos objectos dos contos dos Irmãos Grimm.
Durante a apresentação das características dos objectos que compõem este museu imaginário, uma voz off conduz a narrativa que progressivamente assume características formais e estruturais encontradas nas análises dos contos tais como os elementos de repetição, capacidade de síntese e figuras de estilo.

© Catarina Espiga

Ficha Técnica


Criação e Instalação Visual/Sonora Tiago Cadete
Pesquisa de Projecto Tiago Cadete, Joanas Lopes, Leonor Cabral e Bernardo de Almeida
Interpretação Leonor Cabral, Bernardo de Almeida e João Brito
Voz Off Alfredo Martins, Ana Mendes, Bruno Alexandre, Alexandre Huca, Catarina Vieira, Célia Jorge, Crista Alfaiate, David Marques, Fabíola Lebre, Isabél Zuaa, Joana Barros, João de Brito, João Sousa, João Villas-Boas, Luís Puto, Marco Paiva, Marina Ana Filipe, Miguel Damião, Paula Diogo, Raquel André, Solange Freitas, Tânia Alves, Tiago Bôto e Wagner Borges
Figurinos Carlota Lagido
Direcção Técnica Nuno Patinho
Projecto Financiado por GDA
Co-produção Culturgest
Acolhimento Ensaios Pólo Cultural das Gaivotas, Espaço EIRA / Teatro da Voz
Apoios FIAR, ONDISC, Voz do Operário
Produção e Difusão EIRA
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com a nossa política de privacidade.
aceito